Wal-Mart vai de "atacarejo"

Após dois anos da compra da rede Maxxi, que une o conceito "atacarejo", mix de supermercado e atacado, o americano Wal-Mart, irá trazer a bandeira para o Sudeste e Nordeste, visando a concorrência com Carrefour e Pão de Açúcar. Hoje, existem 13 lojas no Sul do país, e o grupo investirá ainda este ano cerca de R$80 milhões na abertura de cinco lojas, sendo algumas delas com locais definidos, como Diadema, na Grande São Paulo, Salvador, na capital da Bahia e Londrina, no Paraná.
Segundo o vice-presidente de Operações de Atacado do Wal-Mart, Marcelo Vienna, esse estilo de comércio será o diferencial nos próximos anos pela briga da liderança do mercado. Hoje, o Pão de Açúcar, controla 60% do Assai, com 17 lojas em São Paulo e com previsão para mais 10 até o fim deste ano. O Carrefour é dono do Atacadão, que possui 41 lojas, espalhadas em vários estados do país e com previsão de inauguração de mais 10 até o fim de ano.

Vamos ver o que acontece!

Óculos Matrix

A linha de óculos Matrix foi baseada no filme de ficção que leva o mesmo nome dos óculos. São modelos fabulosos, com ótima qualidade e extremo requinte. As versões para grau são geralmente pequenas, muitas vezes de formato quadrado, onde somente a haste e o eixo central são da mesma cor, e a lente não possui aro, dando um toque de modernidade. As versões de sol são lindas, com modelos geralmente curvos, assim como os do filme, especialmente nos tons preto e marrom, que combinam no dia-a-dia. Os modelos Matrix podem ser encontrados em várias óticas de São Paulo, com preços que variam de R$250 a R$500.

Futuras Dubai

Dubai faz parte dos Emirados Árabes Unidos (foto), e é uma cidade que se transformou em um porto seguro de empresas internacionais, investidores e turistas. A cidade fica no Glofo Pérsico, região que detém 60% das reservas de petróleo do mundo, e que com a tolerância cultural e uma legislação branda para o capital externo, fez com que a economia dos Emirados crescesse a um ritmo alucinante de quase 10% ao ano, desde 2.003.
Capitais de países vizinhos como Bahrein, Catar e Omã, querem seguir o exemplo de Dubai, sem focar somente no petróleo e sua extração, que um dia acaba, mas sim em tecnologia, educação, ciência, turismo e investimento estrangeiro. Para se ter uma idéia, hoje o petróleo de Dubai está acabando, mas com a idéia de fazer da cidade, o maior entreposto comercial na região do Golfo, fez com que o dinheiro de investidores chegasse e também o de turistas. Dubai é conhecida como território do luxo, há ouro em várias construções, o único hotel seis estrelas está lá, também exclusivo da cidade, o shopping temático, com ambientes de todo o mundo, ilhas artificiais com direito as ondas do mar em pleno deserto etc.
O poder desse pessoal é tanto, que Abu Dhabi, capital do Emirados Árabes Unidos, até 2.012, ganhará filiais dos museus do Louvre e Guggenheim, além da construção de outros dois e de um teatro.
Nações como a Arábia Saudita, também estão nessa nova fase do Oriente Médio, sendo atualmente o segundo maior canteiro de obras do mundo, perdendo apenas para Dubai.
Eles não estão para brincadeira, e vivem em um luxo que é uma loucura, hoje, por exemplo, meu sonho é conhecer Dubai, até antes de Paris ou Milão.
(Veja)

O comércio não perdoa os clientes pobres

Hoje eu estava no shopping Bourbon Pompéia e entrei na Riachuelo, que é um magazine, eles chamam de loja de departamento, simples, com muitas marcas populares como Ramarim, Moleca, Admission, La Ville e outras mais famosas como Best Basic, Pool e Democrata.
Estava próximo do caixa, e um rapaz passou com uma mercadoria de valor R$9,90. O pagamento foi com cartão de crédito, e o atendente perguntou: "pagamento a vista ou parcelado?". O cliente disse para parcelar e a compra foi dividida em nove pagamentos.
Fiquei imaginando isso, o cara vai até o ano que vem, pagar uma parcela mínima no cartão de crédito. Isso é um absurdo, e a loja está certa de usar e abusar de seus clientes, pois quem parcela em excessos é louco, pois com a instabilidade que há hoje em dia, como a falta de emprego, o cartão de crédito vira uma bola-de-neve, e essas parcelas se acumularão com o passar do tempo.

Eu como pago tudo a vista, até grandes quantias, em nada me preocupo.