Jockey Club na visão de seu presidente

O belíssimo Jockey Club de São Paulo, localizado em Cidade Jardim, zona oeste de São Paulo é um dos patrimônios históricos e culturais da cidade, e vem passando por uma nova fase administrativa e econômica.

Fiquem com o artigo assinado pelo presidente do Jockey Club paulistano, Eduardo da Rocha Azevedo. 

A resposta vem a cavalo 

O mercado brasileiro de equinos movimentou R$ 8,5 bilhões em 2013, 16% a mais do que no ano anterior. As estimativas para 2014 são otimistas, havendo previsão de novo aumento, incluindo a produção e comércio de medicamentos, vacinas e rações e a criação de mais empregos. Um dos elos importantes dessa cadeia produtiva é o turfe, que, apesar dos problemas que tem enfrentado no Brasil, segue como forte fator de estímulo à criação de cavalos, ao dinamismo dos leilões e ao mercado inerente aos insumos. 

Para a revitalização da atividade é fundamental que os jockeys clubes brasileiros adotem estratégias semelhantes às de seus similares na Europa e Estados Unidos, onde se tornaram palcos de espetáculos, shows e eventos comunitários, simultaneamente às corridas de cavalos. Um processo muito bem-sucedido, que criou novas alternativas de lazer e convivência para a sociedade, contribuiu para a preservação de grandes áreas verdes e fomentou um mercado que, conforme indicam as estatísticas do próprio Brasil, gera empregos e volume expressivo de negócios. 

O Jockey Clube de São Paulo está se moldando a esse modelo de sucesso. Sua concretização implica viabilizar recursos para investimentos e equacionar uma dívida de R$ 190 milhões, restante de um débito total de R$ 540 milhões, acumulado em décadas e que começou a ser reduzido nos dois últimos anos. O clube, no entanto, carrega os ônus da limitação de uso imposta pelo tombamento, que o tornou, também, um patrimônio do Estado de São Paulo e de sua capital. Sem a possibilidade de realizar eventos que tragam os recursos necessários para garantir a segurança e a integridade de seu patrimônio histórico e sem nenhuma ajuda oficial, a atual diretoria abriu um diálogo construtivo com a prefeitura de São Paulo, objetivando encontrar uma solução, justa e equitativa, para as questões relativas aos impostos e às compensações pelos efeitos do tombamento de seu patrimônio histórico. 

Com esses objetivos, a presente gestão estruturou um Plano Diretor, cuja base é a negociação da Transferência do Direito de Construir (TDC). Sua emissão mereceu aprovação de todas as instâncias técnicas da prefeitura, constituindo, assim, um direito legal e moral do Jockey, viabilizando a sua completa ressurreição. É o que garante a Lei número 13.885, de 25 de agosto de 2004. A TDC permite a venda do potencial construtivo de imóveis com essa limitação para propriedades em outras regiões da cidade. 

Dentre os bens tombados no Hipódromo Paulistano, com execuções obedecendo à disponibilidade dos recursos disponíveis no cronograma de comercialização das TDCs, as obras prioritárias são as seguintes: reforma de toda a infraestrutura elétrica das pistas de corridas, com substituição do sistema de iluminação, incluindo troca de torres, refletores, cabeamento e caixas de passagem; substituição das atuais cercas de madeira das pistas de corridas por construídas com material mais seguro, com capacidade maior de absorção de impacto; e restauração da marquise, mármores e caixilhos da arquibancada social e das especiais, bem como dos pisos que as circundam, do Estacionamento dos Eucaliptos e do Prédio do Colégio. 

É com a liberação das TDCs que o Jockey Club conseguirá cessar a espiral degenerativa que, ao longo de anos, tem forçado o clube a vender parte importante de um patrimônio paulistano. Assim, o clube garante os recursos necessários para modernizar e aumentar os equipamentos sociais presentes no Hipódromo de Cidade Jardim, equiparando sua área esportiva e associativa ao que há de mais moderno no setor, e, como consequência, atrairá fundamental contingente de novos sócios e garantirá a perenidade da centenária instituição. 

Importante agora é garantir que o Jockey tenha as condições financeiras necessárias para honrar os parcelamentos de sua dívida. E, sobretudo, para investir na recuperação de suas dependências históricas e contribuir para a revitalização do turfe e o fomento de toda a cadeia produtiva de equinos no País. Que essa atividade possa tornar-se um exemplo de sucesso no enfretamento e solução dos problemas que afetam o País.

Fachada do Jockey Club de São Paulo
Um tradicional páreo
Presidente Eduardo da Rocha Azevedo (Foto: Divulgação)

Louis XIII chega a Porto Alegre

Louis XIII, o conhaque mais prestigiado do mundo, acaba de chegar a Porto Alegre, capital gaúcha, através da importadora Porto a Porto, com custo de R$13 mil a garrafa.

Foto: Divulgação

Wines of Uruguay - Tannat - 2.014

O Espacio Uruguay, na Avenida Paulista, foi palco da apresentação Wines of Uruguay - Tannat, que contou com a presença de especialistas e imprensa.

O Uruguai é o maior produtor mundial da tannat, com 3 mil hectares. O sucesso dessa uva na região, se deve ao clima úmido e solo argiloso.

A noite especial teve seis rótulos evidenciados: 
Gimenez Mendez - Premium Tannat 2.009;
Carrau - Gran Tradicion 1752 2.010;
Bouza - Tannat Parcela Única A8;
Narbona Tannat Roble 2.010;
Garzón Tannat 2.012;
H Stagnari - Dinastia.

Destaco o H Stagnari - Dinastia, trazido ao país, pela importadora Cantu, com um rótulo belíssimo, de estilo encorpado, robusto, perfumado e taninos longos. Combina com carnes vermelhas e a garrafa está custando R$240.

Wines of Uruguay 2.014, em São Paulo
Apresentação dos rótulos
Vinhos realmente especiais
A magia dos vinhos
Dinastia, simplesmente dos Deuses

Bracia Parrilla

O Bracia Parrilla foi totalmente repaginado, para o aniversário de 12 anos. Na data comemorativa, a famosa casa do Tatuapé, ganhou até chef argentino. Sebastian Carci comanda a cozinha da casa, que está utilizando grelhas em inox.

Saboreie o prime rib, com 800 gramas (R$84,90). Já com 40% menos calorias, o shoulder steak (R$62,90) é uma bela opção, assim como o bife ancho - R$64.90.

Entre as sobremesas, o bom e velho churro - R$17,90 é uma boa pedida, assim como o mil folhas de doce de leite, originário do Uruguai, por R$18,90.

O tradicional show de tango ocorre toda quinta-feira, a partir das 21 horas. O Bracia Parrilla está muito mais moderno e confortável, com pé direito alto, porcelanatos em cinza e ladrilhos hidráulicos.

Serviço:
Rua Azevedo Soares, 1.008, Tatuapé, São Paulo, SP, Tel. (11) 2295-0099 - www.braciaparrilla.com.br

Ambientes fabulosos (Fotos: Mauro Holanda)
Bife de chorizo
Shoulder steak

Inauguração da Casa Cor São Paulo 2.014

A Casa Cor São Paulo foi inaugurada exclusivamente para a imprensa, ontem, em um brunch que contou com apresentação do presidente da Casa Cor, Angelo Derenze.

Apesar da forte chuva, o evento, mais uma vez no Jockey Club de São Paulo, foi um sucesso, pois a Casa Cor conta com todo aporte de serviços, para tudo ocorrer com a maior naturalidade.

Vale ressaltar, que a mostra abrirá para o público na próxima terça-feira, 27, e funcionará até 20 de julho, entre terça e domingo.

Essa é a edição 28 do evento, que conta com 79 ambientes, mostrando toda a qualidade da maior mostra de arquitetura, decoração e paisagismo das Américas. 

Salas, suítes, banheiros, cozinhas, livings e jardins foram desenvolvidos exclusivamente para o evento. Uma das novidades, foi o lançamento da tinta exclusiva Casa Cor.

Leo Di Caprio, Patricia Hagobian, Adriana Noya, Sig Bergamin, Paola Ribeiro - são só alguns dos grandes nomes que assinaram ambientes esse ano. Saiba mais no site www.casacor.com.br. 

Casa Cor São Paulo - Jockey Club - Até 20 de julho
O presidente da Casa Cor, Angelo Derezen apresentando o evento
Belos espaços
Novidade, a tinta Casa Cor
Espaço Chandon
Brunch

Real Madrid é campeão da Liga dos Campões da Europa 2.013/14

E o Real Madrid, venceu ontem no Estádio da Luz, em Lisboa, capital portuguesa, a Liga dos Campeões da Europa 2.013/14, contra o Atlético de Madrid, por quatro a um. 

Essa foi a décima vez que o Real Madrid ganhou a competição. O último título da equipe havia sido em 2.002. Em contra partida, é a segunda vez que o Atlético de Madrid fica com o vice-campeonato, pois o primeiro foi em 1.974.

Foi também a primeira vez que dois clubes da mesma cidade, no caso a capital espanhola, Madrid, decidiram a final do mais importante torneio europeu de futebol.

Embora tenha goleado por quatro a um, o Atlético marcou o primeiro gol no primeiro tempo, com Godín. O empate do Real aconteceu somente nos acréscimos do segundo tempo, aos 48 minutos, já que o jogo com os descontos foi até os 50, após cobrança de escanteio e cabeçada certeira de Sergio Ramos.

Na prorrogação, a soberania do Real se consolidou e Bale, Marcelo e Cristiano Ronaldo, fizeram os outros três gols, que deram também vaga ao clube para a disputa do Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro desse ano.

Torci para o Atlético e foi triste assistir a equipe que já era praticamente campeã, levar o gol de empate nos acréscimos e depois ser goleada, algo que estava claro, pois a equipe não iria conseguir segurar o ímpeto do Real. 

Cantu Day em São Paulo

A importadora Cantu, abriu essa semana, suas portas na Vila Hamburguesa, em São Paulo, com o evento Cantu Day, que mostrou 180 vinhos, dos principais países produtores do mundo.

Os participantes puderam saborear vinhos da Alemanha, Argentina, Brasil, Chile, Espanha, França, Itália, Portugal e Uruguai.

Além de magníficos vinhos, houve também a desgustação de espumantes, licores, destilados e cervejas. 

O evento ainda contou com o lançamento do B2B (business to business), serviço online de vendas para lojistas de pequeno e médio porte.

"Com o B2B, nosso cliente não precisa esperar um representante da marca ir até sua empresa para fazer um pedido de compra. Ele simplesmente acessa o serviço e seleciona os vinhos que deseja. Além de uma nova maneira para relacionamento com os atuais clientes, esperamos que a plataforma traga novos compradores, já que os rótulos vão chegar mais rápido a locais onde a cultura do vinho está crescendo", garante Tiago Dal Pizzol, gerente geral da Cantu.

Entre grandes rótulos, destaque para Chateau de Pourcieux, Deinhard, Louvie, além do sabor da cerveja Insana e licores especiais, como o Averna e a Limoncetta. 

Proibida é a parceira oficial do Mercedes-Benz Challenge

A Proibida, uma das cervejas mais comentadas atualmente em nosso país, se tornou a parceira oficial do Mercedes-Benz Challenge, que terá sua primeira etapa no próximo domingo, 25, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

Ao todo, serão oito etapas, todas transmitidas pela Rede TV e a Mercedes-Benz colocará dois modelos distintos nas corridas, sendo a CLA 45 AMG Racing Series e a C 250 Turbo. 

"A cerveja Proibida vê no Mercedes-Benz Challenge a oportunidade perfeita para consolidar e expandir no público nacional o seu alto padrão de qualidade", afirma Lucas Afonso de Albuquerque, responsável pelo marketing da Proibida.

O piloto Roberto Santos, da equipe Della Via Racing Team, será patrocinado pela Proibida, tendo sua C 250 padronizada com as cores da marca.

A cerveja é do tipo pilsen, podendo ser encontrada nas versões em garrafa 600 ml, 1 litro, long neck 355 ml - e nas latas de 269, 350 e 473 ml. Conheça mais no site www.proibida.com.br. 

Rádio Casa Cor by Alpha FM

A Casa Cor, que começa na próxima semana no Jockey Club de São Paulo, terá a Alpha FM como sua rádio exclusiva. 

O projeto é comandado por Eduardo Leite, diretor artístico da rádio, que selecionou 2 mil músicas especiais para a mostra que se inicia em 27 de maio, durando até 20 de julho. 

Batizado de "Rádio Casa Cor by Alpha FM", o público poderá guardar as canções, adquirindo o CD Casa Cor 2.014 - The Lounge Experience by Alpha FM. 

Brentwood & Casa Cor 2.014

A Brentwood, uma das mais tradicionais lojas de decoração da Alameda Gabriel Monteiro da Silva, nos Jardins, recepcionou arquitetos e imprensa para um elegante café, em que muito se comentou sobre a Casa Cor, a maior mostra de decoração do país, que se inicia semana que vem em São Paulo. 

Fina Nata prepara novidades para o Dia dos Namorados

A Fina Nata Bem Casados preparou novidades para o Dia dos Namorados, no próximo dia 12 de junho. Um dos destaques é o porta joias revestido de cristais swarowski, que acomoda seis bem casados, por R$210.

Já a versão banhada em prata com detalhes de rosas no tamanho grande com seis quantidades, custa R$131, além de opções de caixas de madeira e madre pérola.

Capim santo com limão, chocolate com pimenta e flor de sal, foram alguns dos sabores que a casa criou para esse período especial aos apaixonados.

Serviço:
Alameda Tietê, 43 (loja 2), Jardim Paulista, São Paulo, SP, Tel. (11) 3061-1605 - www.finanata.com.br

Uma verdadeira joia (Fotos: Divulgação)

A Bela Sintra lança cardápio em comemoração aos 10 anos

O belíssimo restaurante A Bela Sintra, no Jardim Paulista, completa 10 anos em 2.014 e novos pratos foram lançados para a data especial.

O sócio-proprietário Carlos Bettencourt e a chef Ilda Vinagre, prepararam sete novas saborosas opções aos clientes.

A entrada do momento é o delicado creme de cogumelos, que leva azeite, cebolas, cogumelos, batatas e creme de leite, coberto com uma camada de parmesão e croutons, custando R$42. 

O bacalhau, maior sucesso do restaurante, também ganha nova roupagem. A paella de bacalhau é servida na panelinha de cobre com mini postas de bacalhau, camarão, arroz com açafrão, favinhas e espinafre, por R$108.

Outro boa opção com o bacalhau, é o à Fernando Pessoa (grelhado em lascas, com batatas bolinhas, brócolis e tomate cereja) - por R$108.

O robalo com molho de moscatel, acompanhado de shitake e purê de batata, custa R$120.

Carré de cordeiro com molho de ameixa e batatas gratinadas - R$104 e filé mignon acebolado com molho de cerveja escura - R$95.

De sobremesa, vá de pudim de queijo, elaborado com queijo minas fresco, ao valor de R$29.

Serviço:
Rua Bela Cintra, 2.325, Jardim Paulista, São Paulo, SP, Tel. (11) 3891-0740 - www.abelasintra.com.br

Creme de cogumelos (Fotos: Mauro Holanda)
Carré de cordeiro com molho de ameixa com batatas gratinadas