Alencar Burti toma posse na ACSP e FACESP

Alencar Burti (78) tomou posse, nessa terça-feira (31), no Buffet Tôrres, para mandato biênio de presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), e também da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (FACESP). Em seu discurso de posse, destacou o principal motivo que o fez aceitar novamente a presidência das instituições; “A principal razão talvez seja a de me identificar com os objetivos e valores que nortearam os 114 anos da ACSP”. “Ao defender a propriedade, a livre iniciativa e a economia de mercado, a Associação defende a liberdade em seu sentido mais amplo, representada pelo direito de cada cidadão de construir seu próprio destino, com sua coragem de assumir riscos, criatividade e esforço”, afirma. Burti considerou que o mundo vive um momento conturbado, com uma crise financeira iniciada nos Estados Unidos e que se expandiu para todo o planeta, deixando as economias mais frágeis, com recessões pesadas e sem previsão de término. O presidente analisou o caso do Brasil em relação à economia mundial e destacou que o país não ficaria imune aos impactos da crise. Porém ressaltou que a atualidade econômica do Brasil é mais branda em relação a períodos atrás, ou se comparada a outras nações. Segundo Guilherme Afif Domingos, secretário estadual do Emprego e Relações do Trabalho; “Crise representa transformação e trabalho em equipe. A vantagem do Burti é que com sua experiência, ele concilia as equipes para que elas possam ser estimuladas e trabalhadas. É exatamente na época da crise que as entidades são exigidas". Para o prefeito Gilberto Kassab; “A ACSP é uma entidade que ao longo de sua história contribuiu para o desenvolvimento da cidade, através de sua ligação com o micro e pequeno empreendedor e o cidadão”, afirmou. Desde 2.005, Alencar Burti está no comando da ACSP e FACESP, mas já teve outro mandato durante os anos de 1.999 à 2.003, e ainda controla várias organizações.

Arvi

A Arvi dá show quando o assunto é peça em couro. Presente em São Paulo e Porto Alegre, a rede traz um variado mix de produtos, entre os quais: agenda, capanga, carteiras, chaveiros, chinelo em couro, cintos, luvas para dirigir e também para o inverno, maleta médica, malas de viagem, mochila, necessaire, porta cartão, porta chaves, porta níquel, pasta executiva para homens e mulheres, sacolas e bolsas variadas, além de produtos da respeitada marca Primicia. Desde 1.936 - a marca é referência no mundo da moda e artigos em couro, aliando qualidade, requinte, alto padrão e bons preços. O atendimento também é um dos diferenciais da Arvi, onde o cliente é atendido de forma impecável. Segue endereços e telefones das lojas, e também fotos de alguns produtos que tenho da Arvi, pois sou cliente - pasta executiva e bolsa tira colo.
Shopping Bourbon Pompéia - São Paulo - Tel. (11) 3892-4236 e visite o site www.arvi.com.br.

Obama ajudará GM e Chrysler

Por novas concessões, o governo de Obama (EUA) - ajudará financeiramente duas grandes montadoras do país: GM e Chrysler. Essa informação é do jornal The New York Times, que revelou que ambas empresas, receberam desde dezembro do ano passado, o equivalente a US$17,4 bilhões em ajuda pública. Porém, as mesmas já pediram ao governo americano - US$21,6 bilhões para a continuidade de suas produções. Vai até 31 de março, o prazo para a GM e a Chrysler, apresentarem ao Tesouro Americano - os planos de reestruturação, dizendo como irão pagar esses empréstimos e como voltarão a darem lucros.

Boizão Grill

Boizão Grill se tornou um dos ícones da boa gastronomia em São Paulo. Desde 1.997, a suntuosa churrascaria traz os melhores cortes e uma grande variedade de pratos quentes, saladas, frios e frutos do mar. Para se ter uma idéia - diariamente no bufê camarão à paulista. É necessário uma certa moderação para experimentar as delícias do couvert, senão se torna impossível provar todos os cortes. Entre os atrativos do couvert - haddock e salmão defumado, queijos, palmito, tomate cereja, camarão tradicional e empanado, banana à milanesa, bolinho de bacalhau etc. Ao todo são mais de 20 tipos de carnes nobres, entre elas; cordeiro, cupim, picanha, maminha, fraldinha, bife ancho, alcatra, picanha de búfala, miolo da picanha, filé mignon entre outras. Não se pode esquecer da rã, codorna e peixes nobres como o salmão na grelha e a truta. Entre os diferenciais da casa, além do bom atendimento e bela decoração do salão, estão pratos como bacalhau, lagosta, marisco e caviar, além de deliciosos risotos e massas. Oferece mais de 30 opções de saladas, incluíndo endívias, e temperos, molhos e azeites importados. A carta de vinhos é ampla e o maitre sempre te auxilia. O rodízio está hoje R$79,90 e é um dos que assino embaixo pela qualidade. Aproveite e prove também as sobremesas, entre elas a torta holandesa e deliciosos sorvetes.
Rua Pedro Vaz de Campos, 33, Pari (entre pontes V. Guilherme e V. Maria da Marginal Tietê), São Paulo, Tel. (11) 2291-3536 e 2292-5970.


Parmalat Brasil não deve mais

No Brasil, a Parmalat é controlada pela holding Laep Investments - que revelou nessa sexta-feira, que a empresa não possui mais dívidas em debêntures, que era a maior parte de sua dívida, segundo a holding. A Parmalat atualmente se encontra em estado de recuperação judicial, mas garantiu que os postos de trabalho no país serão mantidos e hoje o valor negativo da marca é de R$117 milhões. Quem controlava as debêntures era o Morgan Stanley Dean Witter, e agora o mando passará para outros dois credores - Emerging Markets Special Situations 3 Limited (EMSS) e Companhia Brasileira de Agronegócios e Alimentos). No mundo todo, a Parmalat SpA fez a previsão nesse mês, para uma possível queda em seu lucro para 2.009. Em 2.008 a empresa faturou 673,1 milhões de euros, contra 673,4 milhões no ano retrasado.

Embraer - do lucro ao prejuízo

Na noite de ontem a Embraer - anunciou que fechou o quarto trimestre com prejuízo líquido de R$40,6 milhões, anulando o ganho positivo de R$399,7 milhões - número de um ano atrás. No quarto trimestre de 2.007, a empresa teve receita de R$12,8 milhões e nos últimos três meses do ano passado, o equivalente passou para R$179,3 milhões. Esse declínio no ano passado, se deve também pelos efeitos da "crise internacional", assim como a queda de carteira de pedidos encerrou o quarto trimestre com diminuição de 3,2% se comparado ao mesmo período do ano retrasado, em um valor de US$20,9 bilhões.

A elegância de Lacoste

Lacoste talvez seja a marca de roupa, mais apreciada em todo o mundo. Grife favorita entre tradicionais e emergentes, a marca francesa - há anos circula pelo Brasil com seu eterno crocodilo como símbolo. Seu carro chefe continua sendo a camisa pólo (foto) - com preço inicial de R$209, conforme modelo. A grife ainda possui material esportivo, já que sempre foi ligada ao elitizado tênis de quadra, e conta com grande variedade de peças como jeans, sarjas, blazers, tênis, sapatos variados, meias, cintos, perfumes, bolsas, bonés e muito mais, tanto para homens, mulheres e crianças. Presente em praticamente todo o país, conta com duas unidades no Aeroporto Internacional de Guarulhos, o maior do Brasil. O telefone de lá é (11) 6445-2190. Abaixo fotos minha, usando Lacoste.

Recanto Mineiro da Serra

Recanto Mineiro da Serra se tornou referência na cozinha mineira. Há 19 anos a casa, que lembra um aconchegante sítio, trabalha com o sistema self-service, com 30 pratos frios, 45 pratos quentes, saladas e sobremesas típicas. É impossível não provar de tudo - aquele torresmo maravilhoso, feijão tropeiro, arroz carreteiro, costela gaúcha e a tradicional rabada. Sem falar que tudo isso, é feito no fogão a lenha, que dá aquele toque no sabor especial. Para os adeptos da música sertaneja de raiz, duplas tocam ao vivo. Uma das vantagens do Recanto, é que fica perto da metrópole, na deliciosa Serra da Cantareira, na charmosa Mairiporã, com uma vista exuberante da natureza. Vale a pena conhecer adjunto ao restaurante, o Sítio do Tio Zezo, com muitos animais adestrados, pracinha, brinquedos e tudo para a criançada se divertir.
Estrada da Roseira, Km 7,8, Mairiporã, SP, Tel. (11) 4485-2287 ou 4485-4848.

Sorvetes Rochinha

Rochinha é o que há de melhor quando falamos em sorvete. Desde 1.981, na cidade de São Sebastião e hoje presente em boa parte do litoral e Grande São Paulo, Rochinha é feito de forma artesanal. Conta com sabores maravilhosos e refrescantes, como abacate, abacaxi, açaí com guaraná, amendoim, banana, blue ice, chocolate, coco branco, coco queimado, goiaba, groselha, leite condensado, limão, maçã com soja, maracujá, melancia, melão americano, milho verde, mini-saia, morango e tangerina. Vale lembrar que as novidades entre sabores - maçã com soja e melão americano, são saudáveis. O picolé de maçã não possui lactose, gordura trans e nem colesterol, e o de melão não possui gordura trans. É difícil escolher o sabor predileto, pois é um melhor do que o outro, e pela qualidade não é caro, em torno de R$2,50 a unidade, variando conforme sabor. A imagem da foto é na Praia Grande, Litoral Sul de São Paulo, na avenida Castelo Branco, e em São Paulo - o Rochinha fica no elegante Jardins. Porém, várias padarias e pontos de conveniência já contam com um freezer cheio de picolés Rochinha.
Avenida Castelo Branco, 5.690, Vila Tupi, Praia Grande, SP, Tel. (13) 3472-7821 ou
Alameda Santos, 33, Jardins, São Paulo, Tel. (11) 3288-6882 ou
São Sebastião (5), Peruíbe (1), Santos (1), Guarujá (1) e Praia Grande (mais 1).

Usinas quebram e investidores miram etanol

As usinas não vão bem no País, mas o curioso é que ainda é um mercado em grande potencial no Brasil e no mundo. O BNDES liberou somente no primeiro bimestre - R$1,5 bilhão para as usinas. A lider do setor, Cosan, anunciou na última segunda-feira, acordo de R$1,2 bilhão entre a Rumo - empresa no ramo de transportes, junto com a ALL - de logística, com o objetivo de confeccionar um corredor de escoamento de açúcar e álcool do interior de São Paulo até o Porto de Santos. Para Bernardo Hees, presidente da ALL; "O Brasil é o país mais competitivo do mundo no setor", afirma. A mesma Cosan recentemente adquiriu a agonizante norte-americana NovAmérica, somente através de troca de ações. O homem mais rico do Brasil, Eike Batista - criou um fundo especializado em investimento na compra de empresas de exportação de etanol, indústria naval e tancagem em portos, com a intenção de obter de US$5 à 10 bilhões. Já na ETH, R$1 bilhão será despejado em seu caixa para investimentos em usinas para esse ano. Talvez essa "grana" aumente, pois a Santelisa pode ser adquirida pela ETH, deixando a empresa na liderança de bionergia no mercado nacional.
Para Manoel Bertone, secretário de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura - de tantos investimentos, esse setor deverá ter um marco regulatório. Se o preço do açúcar está bom, a produção aumenta, derrubando as barreiras internacionais.

Goiabinha Piraquê

Sem dúvida alguma o biscoito roladinho, mais gostoso que existe é o da Piraquê. 

Trata-se de um produto que usa realmente goiaba e não "chuchu". O pacote de 80 gramas, custa em torno de R$1,70 e é o lanche preferido para aquela tarde gostosa. 

A embalagem também é muito boa, segura e protege os biscoitos normalmente. Em qualquer supermercado do país é possível achar essa delícia.

Mr. Kitsch

Se existe uma marca que veste bem os homens, essa é sem dúvida a Mr. Kitsch. Oriunda do Jardins, em São Paulo, hoje são inúmeras lojas espalhadas por vários shoppings de São Paulo e também do Brasil. O lema da Mr. Kitsch é qualidade, e bota qualidade nisso. Os costumes possuem caimento impecável, com corte contemporâneo e leveza. Peças esportivas também são o forte, com t-shirts como a da foto, pólos, jeans com vários padrões, calças cargo, sarja pelitizada, bermudas, meias, cuecas, sungas, cintos etc. Seu símbolo é o jogador e um taco de beisebol. As lojas Mr. Kitsch são sempre umas das mais belas dos shoppings e o atendimento é também impecável. A ponta de estoque fica na rua do Arouche, Centro de São Paulo - tel. (11) 3333-6977. Visite o site www.mrkitsch.com.br e conheça outros endereços e novidades da coleção.

Moraes - Rei do Filé

Se pintar aquela vontade de comer aquele tradicional filé mignon, o local mais indicado é sem dúvida o Moraes - Rei do Filé. Trata-se de 430 gramas da parte mais nobre do filé mignon, feito com o toque do alho, acompanhando fritas e arroz branco, saíndo por R$67,30 - servindo até três pessoas. Segundo a direção da casa, antigamente os clientes comiam um filé inteiro, hoje ele passou a ser dividido pelo público. Porém, pensando na saúde do cliente, hoje já existe as versões de 230 e 130 gramas, para apetites mais delicados. O restaurante tem muita história, já que foi em suas mesas, que o compositor Adoniran Barbosa, escreveu Trem das Onze, um de seus maiores sucessos. Entre outras coisas, prove o delicioso palmito na manteiga e a deliciosa farofa especial. O Moraes está no Centro de São Paulo (foto), desde 1.914 e conta com outra unidade, nos Jardins.
Praça Julio Mesquita, 175, Centro, São Paulo, Tel. (11) 3221-8066 ou
Alameda Santos, 1.105, Jardins, São Paulo, Tel. (11) 3287-6365.

Bill Gates no topo e brasileiros na lista...

Segundo a revista Forbes, Bill Gates, 53, mesmo perdendo cerca de US$18 bilhões no ano passado, com a sua Microsoft, voltou a ser o homem mais rico do mundo. Sua fortuna hoje é de US$40 bilhões, 3 bilhões a mais, do que à do megainvestidor Warren Buffet,78, que era em 2.008, o mais rico do mundo, perdendo em um só ano, devido a "crise" - US$25 bilhões. Carlos Slim Helú, 69, homem forte das telecomunicações, dono da America Móvil e das operadoras no Brasil - Claro e Embratel, ficou em terceiro, com US$35 bilhões.
Essa lista compreende alguns "brasucas" e entre as surpresas é que Antonio Ermírio de Moraes, já está pobre perto dos outros. Hoje o brasileiro mais rico do país, é Eike Batista (ex-marido de Luma de Oliveira - com quem tem dois filhos), com US$7,5 bilhões. Eike é dono do grupo EBX, controlador de várias empresas, entre elas, mineradoras. Ele está na posição 61 no ranking mundial da Forbes. O segundo brasileiro é Joseph Safra, banqueiro - com US$7 bilhões. Jorge Paulo Lemann, fica na terceira colocação, com US$5,3 bilhões e as ações da Anheuser-Busch Imbev. O fundador do Grupo Alfa, Aloysio de Andrade Faria, está com US$3,1 bilhões. Só agora aparece Antonio Ermírio de Moraes, presidente do Conselho de Administração do Grupo Votorantim, com US$2,8 bilhões. Atrás dele, um dos fundadores da Ambev - Marcel Hermann Telles - US$2,4 bilhões. Moise Safra (Banco Safra) - US$2,1 bilhões. O senhor Pão de Açúcar (Abílio Diniz) - vem na sequência com US$1,5 bilhão, seguido de Guilherme Leal (Natura) - US$1,2 bilhão e Julio Bozano, ex-banqueiro com "apenas" US$1,1 bilhão.
Sinto informar esses senhores, que dinheiro não traz felicidade... (é úma piada, claro)