Produtos diet e light crescem 18% ao ano

Chamados de indústria do bem-estar, os produtos diet, light, orgânicos e naturais, cada vez ganham mais espaço nos supermercados e nos carrinhos dos consumidores. 

Segundo a Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação (ABIA), esse setor cresce 18% ao ano. E por quê esse crescimento? Por causa da preocupação com os bons hábitos alimentares, com a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida.

Esse mercado saudável possui inúmeros produtos, o mais antigo deles são os refrigerantes diet, com 20 anos de existência em nosso país, sendo o que mais movimenta rendimento, em 2.006 foram US$2 bilhões, atrás dos adoçantes com US$1 bilhão. Para a ABIA, esse ano a linha saudável deve crescer 15%.

Carrefour compra Atacadão

Há seis anos atrás o Carrefour perdia a liderança do ranking de faturamento no Brasil para o Grupo Pão de Açúcar, entre os supermercados.

Recentemente foi ultrapassado pelo americano Wal-Mart, ficando em terceiro lugar. Mas hoje a rede francesa, reassumiu a liderança de faturamento após comprar o Atacadão, por R$2,4 bilhões, e tanto Pão de Açúcar quanto o Wal-Mart não chegarão próximo do valor. 

A rede atacadista conta com 36 lojas, em oito estados e fatura anualmente o equivalente a R$5 bilhões. Antes da compra o faturamento anual do Carrefour era de R$12,6 bilhões. 

Com a aquisição do Atacadão, essa margem subirá para R$17,6 bilhões, o colocando em uma posição confortável no ranking, ante R$16 bilhões do Pão de Açúcar e R$12,9 bilhões do Wal-Mart.
 
O Carrefour não trocará a bandeira do Atacadão, e manterá o mesmo aspecto rústico que as lojas possuem, pois é um atacado, diferente de um supermercado que necessita de mais luxo.