Alencar Burti, da ACSP comenta as novas medidas econômicas do Brasil

O presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Alencar Burti, informou sua opinião sobre as medidas anunciadas pelo presidente do Brasil, Michel Temer e pelos ministros Henrique Meirelles e Dyogo Oliveira.

"As medidas são positivas e devem contribuir para aliviar as dificuldades das empresas endividadas e estimular as atividades econômicas e o consumo, embora não se possa esperar resultados imediatos das mesmas", diz Burti.

De acordo com Burti, há um ano a ACSP criou a Central de Registro de Direitos Creditórios (CRDC), verificando se as duplicatas possuem lastro em notas fiscais, acompanhando sua vida através de um número único, até seu vencimento, arquivando seu histórico por até oito anos. "Isso aumenta a segurança da duplicata, seja para garantia ou para desconto, podendo ter redução das taxas de juros. A ACSP e a FACESP sempre procuraram oferecer, a seus associados, mecanismos para maior segurança do crédito e defesa dos bons pagadores - e a CRDC foi criada com esse objetivo", finaliza Burti.

Nenhum comentário:

Postar um comentário