Usuários da Linha 11 - Coral da CPTM, dão aula de péssimas maneiras

É lamentável que em pleno 2.013, muitas pessoas se comportem como selvagens. Há tempos analiso na charmosa Estação da Luz, no Centro de São Paulo, os usuários dos trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) - especialmente da Linha 11 - Coral, que liga Guaianazes, no extremo da zona leste, até a Luz.

A imensa maioria desses usuários (diria 90%) - não possuem  o mínimo de respeito, cidadania, civilidade e bom senso - pelo patrimônio público e também pelas outras pessoas.

Guaianases é um distrito pobre na zona leste, localizado após Itaquera, que também é um bairro humilde. A população de ambos é gigantesca e além dos trens, através de baldeações - o Metrô serve os moradores de Guaianases.

Estes trens da Linha 11 são modernos, com ar-condicionado e bancos confortáveis e nos horários de pico, a partir de 15 horas, a cada dois minutos - um trem parte para Guaianases. Esse tempo não pode ser comparado com nenhuma outra linha da CPTM e as vezes é mais rápido que a circulação do Metrô.

Mesmo assim, os usuários não conseguem ter o mínimo de postura e educação, e quando as composições abrem as portas, uma "guerra" diária é travada, entre homens e mulheres. 

Empurrões, beliscões, tapas, socos, xingamentos e até cuspes - viram armas de pessoas que só pensam em si e querem fazer o trajeto, sentados, mesmo a viagem, sendo rápida, em média de 30 minutos. 

É lamentável, ridículo e até nojento. Este país jamais será evoluído com gente tão grosseira e que briga por um assento em um vagão de trem. 
Tardes de horror na Estação da Luz, proporcionada pela imensa maioria de usuários da Linha 11 - Coral
O trem vai parando para o embarque
As portas se abrem e a selvageria e o vandalismo - dão o "ar da graça"
Vale tudo para sentar...

Comentários

  1. Anônimo22:13

    Vc é otário cara, nós vamos te pegar, seu cuzão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mary19:46

      Renato, estamos dando pérola aos porcos.
      Esses selvagens não sabem distinguir sopeira de penico (desculpe o termo).
      Deveriam andar de pau-de-arara ou, no máximo de jegue.

      Excluir

Postar um comentário