Prêmio Comunique-se 2.011

Na última terça-feira, 13, o HSBC Brasil, na zona sul de São Paulo, foi palco do Prêmio Comunique-se 2.011, que esse ano tinha como tema o fetiche. No caso, o fetiche de todo jornalista é ganhar o prêmio.

Os apresentadores da noite foram Sabrina Parlatore, Ana Maria Braga, Marcelo Tas, Marília Gabriela, Rafael Cortez, Tatá Werneck e Heródoto Barbeiro.

Cid Moreira (84), que por 27 anos apresentou o Jornal Nacional da Rede Globo, foi homenageado na ocasião, como o âncora que mais tempo ficou no ar com um telejornal diário.

Os internautas cadastrados no site www.comunique-se.com.br, puderam votar em seus nomes preferidos, construíndo assim as três opções em cada setor.

Considerado o Oscar do jornalismo nacional, a edição atual contou com um belo coquetel e um delicioso jantar.

Entre alguns vencedores estão Sonia Racy, colunista social do O Estado de S. Paulo; In Press Porter Novelli, como agência de comunicação; José Trajano (ESPN) executivo de comunicação; André Trigueiro (CBN e GloboNews) - como jornalista de sustentabilidade, entre outros grandes nomes.

Na noite, quatro jornalistas entraram para o seleto grupo de "Mestres do Jornalismo", por terem ganho a premiação trez vezes consecutiva ou cinco alternada. Os novos nomes foram Mônica Bergamo (Folha de S. Paulo); Tadeu Schmidt (Globo); André Trigueiro (CBN e GloboNews) e Ernesto Paglia (Globo).


Como sempre o prêmio muito prestigiado
Cid Moreira foi um dos grandes nomes da noite
O salão do HSBC Brasil foi palco de grande emoção
Laureados
Elegante jantar aos convidados
Eu cobrindo o evento

Comentários