PM de São Paulo faz simulação de terrorismo no Allianz Parque

A Polícia Militar de São Paulo fez hoje uma simulação de terrorismo no Allianz Parque, a casa palmeirense, localizado na região de Pompeia e Perdizes, na zona oeste.

O treinamento antiterrorismo realizado pelo Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE) da Polícia Militar, contou com explosivos verdadeiros e algumas "atrações" especiais. 

Em um dos atos, um terrorista atira nas vítimas e em sequência os policiais surgem e matam o assassino. Em outra ocasião, um delinquente faz reféns na parte interna da arena, próximo da região em que as lanchonetes estão instaladas e o "bandido" é imobilizado. 

Na terceira simulação, ocorreu a vistoria no estádio vazio, e uma bomba foi detonada por um policial explosivista, que trajava roupa específica para a ação. 

"O terrorismo é algo presente no mundo, uma preocupação de todos os países. Apesar de não ocorrer frequentemente atos terroristas no Brasil, não é algo impossível de acontecer. Por essa razão, temos que estar sempre preparados para qualquer tipo de ameaça e investimos constantemente em novos sistemas de segurança", explica Eduardo Rigotto, gerente geral do Allianz Parque.

Fotos: Divulgação

Comentários