Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin terminam em quarto em off road no México

E durante o fim de semana, no off road Score San Felipe 250, realizado em Baixa Califórnia, no México, há cerca de 190 quilômetros da fronteira com os Estados Unidos, a dupla brasileira formada por Reinaldo Varela (Divino Fogão/Blindarte/Can-Am/Tecmin) e Gustavo Gugelmin, encerraram a prova, com a quarta colocação.

"É uma festa muito grande, com 209 participantes de 10 países diferentes, mas é uma prova que judia demais do carro e terminamos quebrados. É muito dura", comenta o bicampeão mundial e octacampeão brasileiro de Rally Cross Country, Reinaldo Varela, quarto colocado depois de seis horas para percorrer os 437,5 km pelo árido deserto de San Felipe. 

"A corrida é difícil, bate tudo no carro, tem que se segurar no banco o tempo inteiro. Foi mais difícil do que qualquer etapa do Rally Dakar que já fizemos, do que qualquer corrida, qualquer trial. Aqui a gente ignora as lombas e vem voando, batendo pra tudo quanto é lado, é um outro tipo de navegação e pilotagem. Difícil explicar como é difícil", relatou o navegador Gustavo Gugelmin. 

"O pior é que tivemos que desviar de um concorrente que estava com problemas para não bater e o Reinaldo atropelou um cacto, que entrou, caiu no meu colo e ficou alojado nas minhas costas. Estou cheio de espinhos nas pernas e no ombro direito. Desta vez não foram ossos do ofício, foram os espinhos do rally", completou o catarinense. 

Ambos participaram da etapa com um Buggy equipado com motor Honda Acura de quatro cilindros e 2.5 litros, com 250 cv, tração 4 x 2 e câmbio de seis marchas sequencial. 

A dupla terminou a prova em 6h44m43s160 e o grande vitorioso fora Broc Dickerson, no tempo de 5h20m19s418. Saiba mais no site www.score-international.com.

Os carros sofrem demais nessas etapas (Fotos: Divino Fogão Rally Team/Divulgação)
Gustavo Gugelmim e Reinaldo Varela

Nenhum comentário:

Postar um comentário