Túneis subterrâneos da Lapa, em estado de calamidade

Por a Lapa ser um bairro com duas linhas de trens, o mesmo é dividido pelos trilhos e viadutos, passarelas e túneis subterrâneos sempre foram usados por moradores e pessoas que trafegam na região. 

Hoje, a Lapa possui duas passagens subterrâneas, feitas somente para os pedestres usarem. A maior delas liga as vias 12 de Outubro e Tenente Landy e a outra, bem mais estreita, chamada de “Toca da Onça” – leva a John Harrison até Willian Speers. 

O principal problema da primeira passagem é o comércio ambulante, repleto de falsificações. Pequenos furtos também ocorrem, mas no geral, a mesma é mais policiada do que a Toca da Onça.

Um dos pontos mais absurdos desse grande túnel, é que o mesmo, conta na 12 de Outubro, com rampa para deficientes físicos, porém não existe nenhum acesso adaptado do outro lado. 

Já a Toca da Onça ficou em evidência especialmente por causa da última reforma, comandada pelo vereador Eliseu Gabriel. A mesma foi pintada, trocou-se a iluminação, foram feitas coberturas dos dois lados, com valores de R$100 mil, conforme anunciado em toda a mídia. 

Entregue em novembro passado, atualmente a Toca da Onça, já se encontra em estado de degradação absoluta, com muros pichados, sujeira e odores desagradáveis, luzes apagadas, inundações em dias de chuva e falta de segurança, com assaltos frequentes. 

A notícia triste é que a Operação Urbana Lapa-Brás está parada e a intenção de transformar as linhas de trens da Lapa em subterrâneas, fazendo com que essas passagens para pedestres deixassem de existir, naufragou e as mesmas continuarão. 

Os policiais militares garantem que abordam suspeitos e prendem os assaltantes da região. Mas, uma simples caminhada basta, para notar que a Toca da Onça é bastante perigosa, com assaltos a qualquer hora do dia, sendo as mulheres e os idosos, as principais vítimas.
Ambiente horrível deveria ser demolido

Comentários

  1. Anônimo15:33

    Babaca demais, vc jornalistinhaaaa

    ResponderExcluir

Postar um comentário