Muitos ônibus em uma rua, e poucos em outra

Atendendo 6 milhões de usuários todos os dias, a São Paulo Transportes (SPTrans) - disponibiliza uma frota razoável para a população, com modelos até bi-articulados e motorizados pela Scania ou Volvo.

Mesmo com os trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e o Metrô - contarem com uma grande camada de usuários, os ônibus na cidade continuam muito importantes.

Um dos defeitos das linhas urbanas municipais, são os itinerários com voltas e o excesso de linhas em algumas vias e a ausência dos mesmos, em outras. 

Como exemplo básico a Avenida Paulista, no Centro sofre com o excesso de ônibus e as vias que a ladeiam, como a Alameda Santos (sentido Paraíso) e a São Carlos do Pinhal (sentido Consolação) - praticamente não estão nos itinerários das viações urbanas.

Se algumas linhas fossem removidas para essas outras vias, a Paulista ficaria mais desafogada e o trânsito seria menos carregado. 

A grande questão seria os moradores dessas outras ruas, que diferentemente da Paulista, possuem caráter tipicamente residencial e as reclamações na SPTrans seriam muitas.

De acordo com fontes da SPTrans, nada deve ser mudado, o que é uma pena, pois faria uma significativa diferença. Concordam?

Ônibus na São Carlos do Pinhal, devido fechamento da Paulista, por causa do fim de ano

Comentários