24 março 2011

Prêmio Mulher em Destaque Opaque 2.011

A Opaque, tradicional perfumaria de luxo, organizou na noite dessa quarta-feira (23), a terceira edição do Prêmio Mulher em Destaque Opaque, realizado no suntuoso Iate Clube Santos, em Higienópolis, região central de São Paulo.

A intenção dessa premiação, de acordo com Sun Chul Kim, diretor geral da Opaque - é enaltecer a atuação, trabalho e garra de profissionais que fizeram a diferença no ano de 2.010, em diversas categorias da nossa sociedade.

Esse ano foram quatro categorias: Responsabilidade Social; Jornalismo; Artes Cênicas e Esporte. Renata Ricci concorreu com Simone Gutierrez e Pati Amoroso, pelas Artes Cênicas e sagrou-se vitoriosa. No Jornalismo, Adriana Araújo, concorreu com Sônia Bridi e Débora Vilalba, ficando com o prêmio.

No ramo esportivo, Ana Marcela Cunha - desbancou Fabiana Beltrame e Mayra Aguiar. Já em Responsabilidade Social - Mara Siaulys foi a vencedora, concorrendo com Gisella Amaral e Vera Masagão.

Antes da cerimônia, um belo coquetel foi servido aos presentes e após a premiação, um divino jantar, extremamente refinado, também foi servido. Clarins e Giorgio Armani patrocinaram o evento. Saiba todas as novidades da Opaque, no site www.opaque.com.br.
Kim recepciona convidadas
Belo coquetel
Convidados Belíssima música

O ator Thiago Fragoso apresentou o evento. Na foto, vencedoras e indicadas com o kit Opaque
Eu no evento
Magnífico jantar, com vários pratos
Apoio de Clarins e Giorgio Armani

22 março 2011

Feicon Batimat 2.011

Durante os dias 15 a 19 de março, o Anhembi, na zona norte, serviu de espaço para a Feicon Batimat, que chegou a sua edição de número 19. Ao todo, 2.500 produtos foram lançados e a visitação passou de 150 mil pessoas.

Grandes marcas como Lorenzetti, Deca, Tigre, Tramontina, Fortlev, Papaiz, Arouca, Taschibra, Gerdau, Sil entre outras. Muitos artistas e modelos estavam nos stands em ações promocionais.
Feicon Batimat 2.011

16 março 2011

São Paulo Restaurant Week - Estadual 2.011

O São Paulo Restaurant Week chega a sua oitava edição e agora soma uma novidade, que é a participação também de restaurantes de outras cidades paulistas. 

A festa de inauguração do projeto ocorreu nessa segunda-feira (14), na mansão do Nacional Club, no Pacaembu, zona oeste paulistana. O evento deve receber a presença de 750 mil pessoas, com 300 espaços participando da ação.

Além de São Paulo, participam agora do Restaurant Week, as cidades de Campinas, São Bernardo do Campo, Santo André, Ribeirão Preto, São José dos Campos, Santos, Barueri, Guarulhos, Guarujá e Embu das Artes. 

Os cardápios serão servidos com a entrada, prato principal e sobremesa, sendo R$29,90 no almoço e R$39,90 no jantar. A quantia de R$1 em cada refeição será destinada a Ação Criança. 

Entre as casas participantes, destaco algumas: Gigetto, O Gato que Ri, Templo da Carne, Tordesilhas, Abruzzi, Cabanã del Assado, Brasiliani, Maria Lima Bistrô, Red Angus, Quattrino, Spazyo Buca, Dell'Arte, Capim Santo, Casa da Fazenda, Empório Santa Maria, Forneria San Paolo, La Dolce Vita entre outros. 

Marcos Wainberg apresentou o São Paulo Restaurant Week - Estadual

Direção do evento
Data bem disputada
Bebidas especiais
O irresistível picolé da Diletto
Nespresso também presente

15 março 2011

Entrevista com Paulo Cremonesi

Paulo Cremonesi é advogado, jornalista e possui destacada passagen como procurador do Estado. Atualmente comanda um programa na internet, com grande audiência.


RG - Paulo, por qual motivo, você quis ser advogado?
Paulo - O advogado, assim como o jornalista tem por objetivo primeiro a busca da verdade. No caso do advogado, a verdade fará a Justiça. Isso sempre me atraiu.


RG – Narre um pouco seu início de carreira como advogado. No seu tempo o famoso teste da OAB era realmente mais árduo?
Paulo - A prova da OAB tinha, na minha época, além do que existe hoje, a prova oral, onde o candidato era testado também em sua oratória. Hoje não existe mais essa fase. A prova em si, considero que era bem mais difícil. Hoje, existem muitos candidatos em razão do grande número de faculdades. Penso que o exame deveria ser mais rígido.


RG – Como foi à fase do Cremonesi, procurador do Estado?
Paulo - Na verdade eu fui procurador do Poder Legislativo Estadual, fornecendo pareceres sobre as proposituras dos deputados estaduais e fiquei um período na Comissão de Segurança Pública da Assembléia Legislativa. Foi um ótimo período de experiência.


RG – E o período como secretário nacional do Ministério da Justiça?
Paulo - Creio que foi o melhor período profissional. Tive a oportunidade de servir a população e o meu país e descobri que podemos fazer muito mais do que se espera de um servidor. Basta querer trabalhar.


RG – De onde veio o entusiasmo de enfrentar os grandes, e ser um nome forte no mundo da defesa do consumidor? Tem alguma história dessa época?
Paulo - Eu fui levado ao cargo pelo meu amigo, o então deputado Celso Russomanno que já tinha uma história na luta pelos menos favorecidos e contra os grande e poderosos. Meu trabalho foi de união prática com o trabalho do Celso, aliando o poder a Justiça.


RG – Mesmo bem sucedido, na advocacia, por qual motivo, se tornou jornalista?
Paulo - Um amigo me convidou para dar aulas de Direito para estudantes de um curso de jornalismo. Gostei tanto que de professor me tornei aluno. Além do mais, direito e jornalismo seguem o mesmo objetivo quanto a busca da verdade.


RG – Na tua opinião o diploma de jornalista ainda é importante? E um advogado sem diploma, você vê essa situação algum dia?
Paulo - Em ambas as profissões entendo necessário o diploma. A sociedade não pode ficar a mercê de aventureiros, embora existam muitas pessoas que embora sem diploma são excelentes profissionais.


RG – Quais as causas que você e o seu escritório aceitam?
Paulo - Eu me especializei na área penal. Sou criminalista. O escritório faz as áreas civel e penal.


RG – Fale um pouco do seu programa pela internet, na Alltv?
Paulo - O programa na Alltv é uma oportunidade de informar o público como são as coisas da Justiça e do direito.


RG – Como anda a luta pela defesa dos animais?
Paulo - Dentro do que nos é possível fazer, vamos contando com a boa vontade de alguns políticos para criar mecanismos legais de defesa dos animais. Enviei uma proposta de Lei a Câmara dos Deputados tornando crime inafiançável aqueles cometidos contra animais.


RG – Você é candidato a vereador em 2.012, por São Paulo?
Paulo - Não sou candidato, nunca fui e não quero ser. Não me atrai a política partidária brasileira.

14 março 2011

Gina Doces

Os doces mais famosos de Jundiaí (cidade próxima de São Paulo), são feitos com muito carinho e dedicação, por Regina Mizael. A doceira, ciente do sucesso de seus doces, através da crítica positiva de amigos e parentes, passou a produzir os mesmos para o público geral, cativando ainda mais fãs.

Entre as delícias feitas por Regina, destaque para o pão de mel com recheio de doce de leite, que é super fofo e saboroso, além de muito cheiroso - as trufas com diversos recheios, destacando a de café, nozes e castanha de cajú, além da goiabada especial, que pode ser servida como quitute de festa.

Pães doces também são sucesso, especialmente a rosca de creme. O pão de mel e a trufa custam R$2 a unidade e eventos empresariais, são atendidos por Regina. Agora na época da Páscoa, novidades serão criadas, garante a doceira, especialmente para atender as crianças.

Serviço:
Tel. (11) 9209-4707 ou e-mail regina.mizael@gmail.com.

Feliz é quem pode saborear essas delíciasTudo elaborado com muito capricho e amor
Estupendos doces
Mizael e suas delícias

09 março 2011

Penguin

A grife americana Penguin, pode ser considerada a marca do momento. Eu conheci sua linha em setembro passado, na Villa Daslu, em São Paulo e me entusiasmou a qualidade de suas pólos e camisetas básicas.

Desde o fim de 2.010, o Morumbi Shopping foi o primeiro no país, a ganhar uma loja da marca, com estilo retrô e muito colorido. As pólos custam a partir de R$150, mas variam conforme estampas e padronagens. Moletons, jaquetas e malhas são o forte no outono-inverno da Penguin.
O símbolo da grife é um pinguim

06 março 2011

Garage

Novamente mostro o trabalho dos empresários Guilherme Franco e Milton Quintas. Ambos criaram a Garage - primeira garagem para veículos de coleção, em um galpão de 1.600 metros, que abriga 60 modelos, na Vila Hamburguesa, em São Paulo. 

Franco garante; “Os veículos aqui, não ficam somente protegidos do sol e da chuva, mas também fazemos todo um trabalho voltado à manutenção desses carros, conservando os limpos e funcionando”. A idéia surgiu em um bate-papo com amigos, que se queixavam em não ter onde guardar seus carros de coleção. 

Os empresários que também são colecionadores resolverão investir na região, que ainda concentra galpões de antigas fábricas e empresas. O serviço de garagem tem uma taxa de R$350 ao mês, e os automóveis passam por calibragem nos pneus, teste de motores e até cristalização nos carros. 

Franco lembra; “Temos parceiros, que fazem a parte elétrica, funilaria, tapeçaria, manutenção mecânica – credenciados por nós. Entregamos carros na casa do cliente, temos pranchas que são especiais, feitas para a locomoção de carros especiais. Também avisamos os proprietários, caso a documentação do vencimento do licenciamento se aproxime”. 

Além de todos esses serviços, a Garage oferece consultoria para os colecionadores adquirirem a famosa placa-preta para seus veículos. Para isso, o carro necessita ter pelo menos 30 anos de fabricação, precisa estar filiado a algum clube de coleção, o veículo deve ser de um colecionador e é obrigatório uma pontuação mínima no quesito originalidade. 

Entre os diversos modelos guardados na Garage, têm-se clássicos dos anos 50, 60 e 70, além de um Chevrolet ano 1.925 e uma Lotus 1.999. A Garage fica na rua Guaipá, 167, o telefone é (11) 3644-6161 e o site www.mygarage.com.br.


Como tratar os dentes sensíveis?

Se você sofre com seus dentes sensíveis, saiba que o nome disso é hipersensibilidade dentinária. De acordo com os denstistas, mais da metade da população mundial, sofre desse problema, especialmente ao tomar líquidos quantes ou gelados.

Essa dor se deve especialmente, por causa da retração da gengiva, em que pequenos "buracos" na raiz do dente, ficam expostos, podendo ser contaminados.

O ideal é procurar o dentista, o mais rápido possível, pois muitas pessoas se privam de um simples sorvete, pelo fato, do mesmo causar dor ao ser ingerido. Por causa dessa dor, muitas vezes, até a escovação bucal, passa a ser errônea e as cáries e outras doenças gengivais podem surgir.

03 março 2011

Energético EMV

Nesse Carnaval, nada melhor que o energético EMV, da MonaVie, para recarregar a energia dos foliões por todo o Brasil. A base de frutas, a bebida possui aroma nos sabores: guaraná; açaí; uva, pêra; banana; maracujá; pêssego; ameixa; kiwi; damasco; cramberry; romã; blueberry; blackberry; cereja e lichia.

Saiba mais da MonaVie, essa empresa oriunda dos Estados Unidos e de seu grande catálogo de produtos, no site www.monavie.com.br.